segunda-feira, 26 de novembro de 2012

DISCURSO DE MACHO

Um brinde às nossas namoradas, noivas ou esposas que nos conquistaram.
Às sortudas que ainda vão nos conhecer. 
E às trouxas que nos perderam.
Um brinde a nós, homens maravilhosos, absolutos e portadores da sedução, que nenhuma sirigaita sabe dar valor.
Que as nossas sejam nossas, que as deles também sejam nossas, que as nossas nunca sejam deles e que, se forem, que sejam frígidas! Que as nossas esposas sejam ricas, que as nossas amantes sejam gostosas e que elas nunca se encontrem.
Que nossas mulheres nunca fiquem viúvas!
Que a fonte nunca seque e que nossa sogra nunca se chame Esperança, porque Esperança é a última que morre.
Deus é 10, Romário é 11, whisky é 12, Zagallo é 13, 14 é Bis, o 15 é de Piracicaba, e acima de 16 eu tô pegando!.
Que sobre, nunca nos falte e que a gente dê conta de todas! E que o alimento seja farto, permitindo que eu continue sempre na dieta da sopa: 


Deu sopa, eu como!

Nenhum comentário:

Postar um comentário